BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Zeca, o urubu resgatado

Hoje, vamos dividir com vocês uma história que nós, voluntários da Asseama, vivenciamos. Em uma ensolarada tarde de domingo um jovem urubu foi encontrado na área da garagem da nova casa da Asseama.

Infelizmente, apresentava um trauma na asa, além de estar visivelmente cansado. Após exames, graças a Deus, não estava com fratura, mas tinha escoriações e precisaria de tratamento e internação, o que nos deixou apreensivos sobre o futuro daquela criança.

Dia após dia, Zeca foi ficando mais forte e impaciente com a contenção e o tratamento. Logo chegou a hora de voltar à natureza. 

Durante esse período, recebemos informações sobre outros urubus que sobrevoavam a região e sobre um ninho do qual provavelmente ele teria saído.Num movimento onde se pode ver a providência divina orquestrando a situação, pudemos colocá-la de volta no ninho. E o monitoramos por horas, com expectativa e esperança.

Como em um conto de fadas, após quatro horas de sol, esticando as asas e treinando pequenos voos,  surgem outros três urubus, dois adultos e outro do tamanho de Zeca. Imaginamos que fossem os pais e um irmão. E após algum tempo reunidos alçam voo juntos, como uma família. 

Ficamos esfuziantes, emocionados, feli-zes. Que alegria vê-lo voar novamente com a família! Foi imensa a nossa gratidão aos espíritos luminosos que conduziram a situação.

 Zeca se foi, livre, curado, um espírito com o qual tivemos o prazer de compartilhar a reencarnação por breves momentos. O dia da soltura dele foi inesquecível, pois  pudemos testemunhar as sábias e verdadeiras palavras de Emmanuel, deixadas através das mãos abençoadas de Francisco Cândido Xavier, no livro “Emmanuel”: