BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Rio congelado, coração “auquecido”

O jornal ANDA, Agência de Notícias de Direitos Animais (anda.jor.br) noticiou em seu site uma linda atitude de amor ao próximo.

A reportagem mostra um homem que não mede esforços para resgatar um cãozinho que estava preso no gelo dentro do rio Kalmius, em Donetsk, na Ucrania.

Apenas de cueca e sapatos ele entra na água abaixo de zero grau, e com as mãos quebra a superfície congelada do lago para salvar o animal que estava apenas com a cabeça pra fora, preso entre galhos e gelo.

Enquanto em uma das margens diversos espectadores reunidos torciam pelo salvamento e filmavam a ocorrência, do outro lado, na superfície congelada, seu amigo canino chorando olhava apreensivo seu companheiro preso.

Assim que o homem conseguiu soltar o animal, seu amigo se acalma e quando saem da água o homem recebe os cumprimentos agradecidos dos observadores.

O gesto tornou o rapaz uma celebridade instantânea entre os internautas que assistiram o vídeo do resgate.

E a preocupação do cão amigo, do outro lado do gelo, sua angústia e seu alívio, nos demonstra as paixões e os sentimentos em desenvolvimento na fase de animalidade, afirmando-nos pela observação a consciência do espírito.

É uma dádiva aprender a reconhecer o espírito em desenvolvimento na fase de animalidade, permitindo que ampliemos nossa compreensão sobre as lições do Mestre.

No fim tudo acabou bem para ambos e da maneira que Jesus nos ensina no seu Evangelho de luz e amor:

 “Amar o próximo como a si mesmo: fazer pelos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós”, é a expressão mais completa da caridade, porque resume todos os deveres do homem para com o próximo. Não podemos encontrar guia mais seguro, a tal respeito, que tomar para padrão, do que devemos fazer aos outros, aquilo que para nós desejamos…” 

O Evangelho segundo o espiritismo, capítulo XI, item 4.