BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

O principal atributo do Espirito

Amigo leitor a partir dos estudos que já fizemos ao longo das muitas edições fomos capazes de formar uma linha lógica acerca da evolução do espírito na fase de animalidade. Entendemos que os animais têm consciência, no entanto, esta consciência está dirigida exclusivamente a vida material, ou seja, ao corpo físico e ao ambiente. Entendemos que tem livre arbítrio mas pelas mesmas razões que citamos na edição de setembro de 2021 ficou fácil compreender que sem a consciência de si mesmo enquanto espíritos os animais têm o livre arbítrio exclusivamente dirigido a vida material. Há pouco estudamos a questão 593 de O Livro dos Espíritos onde o Espirito da Verdade nos esclarece que os animais têm inteligência porém limitada,  e agora nos perguntamos a que se refere a essa limitação?  Ora, compreendendo  que o espírito só se torna capaz de conceber a existência de Deus quando adentra a fase de humanidade, reconhecer a si mesmo enquanto o espírito nesta mesma fase, nos abre o campo de raciocínio para perceber que antes de chegar à fase humana o espírito ainda não é capaz de se entender como um ser imortal em evolução e, conforme já estudamos na questão 600 de O Livro dos Espiritos, sendo o principal atributo do espírito a consciência de si mesmo, é mais simples de compreender que a principal inteligência do espírito é a inteligência espiritual, ou seja,  ser capaz de tomar decisões que lhe impulsionem a evolução ou o estacione em complicações expiatórios. 

Esta inteligência somente o espírito em fase de humanidade é capaz de utilizar, assim sendo, os animais ainda não tem a principal inteligência,  a espiritual, sendo desta forma sua inteligência limitada as questões exclusivamente materiais. 

Por esta razão nos diz o Espírito de Verdade:…” é que tem inteligência, porém limitada.”