BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

O primeiro Evangelho no lar

No belíssimo relato de Neio Lúcio no livro “Jesus no Lar”, psicografia de Chico Xavier, encontramos nas palavras do Mestre o convite à prática do culto cristão no lar e, através do estudo edificante, fortalecermos em nós e dentro de nossos lares a paz e o amor ensinados pelos exemplos deixados pelo Cristo.

Nesse momento abrimos as portas para Jesus entrar em nossas casas e, com a presença Dele junto de nós, humildes aprendizes, fortalecermos nossos passos rumo à evolução maior. “… Jesus se cala por alguns instantes
e continua calmamente. Assim também é o lar diante do mundo. O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma. A paz do mundo começa sob as telhas a que nos acolhemos. Se não aprendemos a viver em paz, entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações? Se não nos habituamos a amar o irmão mais próximo, como respeitar o
eterno Pai que nos parece distante?”

E, olhando ao seu redor, Jesus fez um pequeno intervalo e continuou: “Pedro, acendamos aqui, em torno de quantos nos procuram, a assistência fraterna, uma claridade nova. A mesa de tua casa é o lar de teu pão. Nela, recebes do Senhor o alimento para cada dia. Por que não instalar, ao redor dela, a sementeira da felicidade e da paz na conversação e no pensamento?”
Simão Pedro fitou o Mestre com olhos humildes e lúcidos e, como não encontrasse palavras adequadas para explicar­-se, murmurou, tímido: “Mestre, seja feito como desejas”.

Então Jesus, convidando os familiares do apóstolo à palestra e à meditação elevada, desenrolou os escritos da sabedoria e abriu, na Terra, o primeiro culto cristão no lar.

Ouçamos o Mestre:

“Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome aí estou
Eu no meio deles”

Mateus cap.18, v. 20