BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Inteligência a serviço do bem

A humanidade evoluiu muito rápido materialmente nas últimas décadas. O homem utiliza cada vez mais a inteligência cedida por Deus para o desenvolvimento científico e, consequentemente, melhora também as condições de vida no mundo. A tecnologia traz praticidade para o nosso dia a dia, permitindo acesso à informação, melhor comunicação, saúde e tantos outros benefícios. Está presente em diversas áreas, num crescimento contínuo.

O livro dos Espíritos, questão 789, a lei do Progresso explica: “…A humanidade progride por meio dos indivíduos que, pouco a pouco, se melhoram e esclarecem. Quando estes preponderam pelo número, tomam a dianteira e arrastam os outros. De tempos em tempos, surgem no seio dela homens de gênio que lhe dão um impulso; vêm depois, como instrumentos de Deus, os que têm autoridade e, em alguns anos, fazem-na adiantar-se de muitos séculos.”

Por meio da ciência, o homem progride e auxilia seus semelhantes a se elevarem na escala evolutiva. Apesar de todo o crescimento para o bem da humanidade, infelizmente, em muitos casos, disperso da vida do espírito, o homem emprega a inteligência para o mal, assim, prejudica seus semelhantes ao utilizá-la como instrumento do orgulho e do egoísmo — maior obstáculo ao progresso moral.

… Depois de se haver, de certo modo, considerado todo o bem-estar material, produto da inteligência, logra-se compreender que o complemento desse bem-estar somente pode achar-se no desenvolvimento moral. Quanto mais se avança, mais se sente o que falta, sem que, entretanto, se possa ainda definir claramente o que seja: é isso efeito do trabalho íntimo que se opera em prol da regeneração.”
(A Gênese, Cap. XVIII)

É uma fase de mudanças rápidas para que o planeta atinja novo estágio de evolução, porém, é imprescindível que o desenvolvimento material caminhe ao lado do desenvolvimento moral e espiritual. Embora seja capaz de entrar nos mundos microscópicos e macroscópicos, o homem não usa sua inteligência para se conhecer.

“…Resta-lhes ainda um imenso progresso
a realizar: o de fazerem que entre si reinem a caridade, a fraternidade, a solidariedade, que lhes assegurem o bem-estar moral…. Já não é somente de desenvolver a inteligência o que os homens necessitam, mas de elevar o sentimento e, para isso, faz-se preciso destruir tudo o que superexcite neles o egoísmo e o orgulho.”

(A Gênese, cap. XVIII)

O caminho é árduo, mas está nos desígnios de Deus e será alcançado ao elevarmos nossos corações a Ele, cedendo às lições de Jesus.