BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Apóstolo Marcos, a evangelização na humildade

Quem fora esse homem, cuja figura pouco reconhecemos nos evangelhos, a não ser no Evangelho de sua autoria? Nunca quisera honras e glórias, vivia no anonimato e na humildade, trabalhou muito após a difusão do Espírito no Cenáculo.  mas seu trabalho fiel ao Cristo é explicito não somente em seus Evangelhos, mas em toda a sua vida de apostolado esteve com outros discípulos.

Marcos foi levado por Barnabé e Paulo a Antioquia, porém resolveu voltar a Jerusalém quando chegou no destino. Paulo reprovou sua atitude e não quis mais sua presença nas próximas viagens, mas quando Barnabé e Paulo voltaram de Jerusalém, Marcos trabalhou junto dos dois sendo assim um auxiliar, e seu trabalho junto a Paulo cresceu e teve real importância, como afirma Paulo em uma carta dirigida a Timóteo onde diz que Marcos é seu leal companheiro. Em outra viagem acompanhou Barnabé seguindo para Chipre, a terra natal de seu companheiro.

Exerceu seu ministério no Egito, tendo fundado em Alexandria o primeiro núcleo cristão. Quando o apóstolo Paulo foi preso em Roma, este enviou epístolas aos Colossenses e a Filemon, lembrando que Marcos era seu companheiro, afirmando que somente três judeus em Roma lhe eram fiéis, e Marcos era um deles.

Marcos cooperou também com Pedro nos trabalhos espirituais, e foi considerado por muitos como o intérprete de Pedro.

Seu evangelho consta de 16 capítulos, contando as histórias de Jesus de Nazaré. Como vimos, o início de seu trabalho apostólico foi marcado pela reprovação de Paulo diante de sua decisão de regressar, para no futuro, diante de muito trabalho, ser reconhecido pelo próprio Paulo como um trabalhador de valor na obra do Cristo. Muitos de nós podemos em algum momento de nossas vidas seguir um caminho mais distante das direções esperadas pelo Cristo, mas o caminho de volta aos ensinamentos cristãos é a oportunidade de aprendizado e evolução para a nossa encarnação.

Que sempre possamos estar no trabalho do bem seguindo o Mestre e auxiliando aqueles cujas vidas cruzarem com as nossas.