BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

A classificação dos mundos

“…Há muitas moradas na casa do meu Pai…”
Jesus Cristo (João, cap. XIV, vs. 1,2,3) 

Fundamental para nós, antes de aprofundarmos o estudo da evolução espiritual da humanidade, é entendermos a classificação dos mundos conforme os ensinamentos da espiritualidade superior.

O Evangelho Segundo o Espiritismo, no capítulo III, traz a descrição das categorias dos mundos. Segundo os ensinamentos dados pelos espíritos, os inúmeros orbes proporcionam diferentes situações que possibilitam aos espíritos,  que os habitam, oportunidades de ascensão e aprendizado de acordo com o seu grau de entendimento espiritual.

Os mundos mais inferiores detêm uma existência quase toda voltada à matéria e às paixões. As necessidades físicas se sobrepõem e a noção de moralidade é quase inexistente.

Nos mundos intermediários, há uma mistura do bem e do mal e a preponderância de  cada um acontece conforme o grau de adiantamento moral dos seres que neles habitam.  Os mundos mais avançados contam com ascendência do bem e do alto grau de senso moral de seus habitantes. A vida neles é praticamente toda espiritual.                     

Os espíritos que estão em um planeta não ficam permanentemente ligados a esse mundo. Ao evoluírem moralmente, podem migrar para patamares mais elevados em outros orbes. O contrário também é real. O atraso do espírito, sua insistência no mal, pode conduzi-lo aos mundos inferiores.    

Os diferentes mundos são como escolas, nas quais nossos espíritos podem viver e aprender as lições necessárias através da experiência física. Lições que podem acelerar  nosso crescimento espiritual ou retardá-lo. É no trabalho constante com nossos sentimentos e ações que podemos nos elevar acima do ciclo de sofrimento e dificuldades e iniciarmos a construção da angelitude em nossos corações, edificando um mundo interior de felicidade que se refletirá ao nosso redor. 

Nosso estudo foca agora na compreensão de como cada diferente orbe é classificado e como funciona o mecanismo de migração dos espíritos que compõem suas populações. Começaremos com a avaliação da formação de um planeta primitivo e o início da vida e das interações de seus primeiros seres inteligentes. Sigamos juntos.