BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Falsos Cristos, falsos profetas

Para dar continuidade ao estudo desse tópico, Kardec fala sobre os reveladores, exemplificando que o professor tem o papel
de revelador para seus alunos, mas um revelador de segunda ordem, que ensina o que aprendeu. Destaca o homem de gênio como um revelador de primeira ordem, pois ensina o que descobriu por si mesmo. De onde vem esse saber? O Espiritismo nos explica, a partir das vivências anteriores, fruto do aprendizado e de esforços acumulados ao longo das vidas. 

Quando reencarnamos, trazemos conosco o aprendizado guardado em nosso inconsciente. Isso explica com uma lógica irrefutável porque progredimos, pois a cada encarnação desenvolvemos novas habilidades e conhecimentos que se somam aos conhecimentos e habilidades que estão conosco e são fruto de encarnações anteriores. Esses homens de gênio podem reencarnar para progredir ainda mais, como é o objetivo primário da reencarnação, mas também para dividir seus conhecimentos com os seres menos evoluídos para alavancar seu progresso. 

O homem progride por próprio esforço, mas sem esse auxílio a evolução é muito lenta. Então, Deus envia esses homens de gênio para acelerar o progresso. Essas ideias não pertencem somente à área científica, mas principalmente se fazem presentes na área moral, pois são fundamentais para desenvolver o progresso geral da humanidade.

No que se refere à religião, esses espíritos mais adiantados, que podem ser chamados de missionários, vêm nos revelar as verdades desconhecidas sobre as coisas espirituais. Graças aos conhecimentos transmitidos pelos espíritos desencarnados aos encarnados, utilizando-se da mediunidade de vidência, audiência, escrita ou qualquer outro meio mediúnico, hoje temos consciência de muitas verdades, tais como: a de que a morte não existe, pois o que morre é o corpo físico, e que após a morte o espírito vai viver a verdadeira vida, que é a vida espiritual. Como continua vivo, é possível nos comunicarmos pelos diversos meios mediúnicos, seguindo mais uma vontade de Deus: o auxílio constante e a interação entre o mundo espiritual e o mundo material. Kardec nos alerta a respeito dos “falsos Cristos e falsos profetas”, nos lembrando do aviso de João em sua primeira Epístola: 

“Não creia jamais em todos os espíritos, mas veja primeiro
se os espíritos são de Deus” 

Por que Kardec destaca esse ponto? Porque não são somente espíritos superiores que se comunicam, transmitindo instruções e conhecimentos que fazem a humanidade evoluir. Espíritos inferiores de diversos graus também se aproveitam da comunicação mediúnica para trazer informações falsas. Na próxima edição, falaremos sobre esse tema.