BEM-VINDO À REVISTA ESPÍRITA ASSEAMA

Chico Xavier e a amada Boneca

O médium tinha uma cachorrinha de nome Boneca, que sempre esperava por ele, fazendo grande festa ao avistá-lo. Pulava em seu colo e lambia-lhe o rosto como se o beijasse. Chico então dizia:

 – Ah, Boneca, estou com muitas pulgas! Imediatamente, ela começava a coçar o peito dele com o focinho. 

Boneca desencarnou velhinha. E Chico, como um tutor amoroso, sentiu muito. Foi aí que um casal de amigos deu-lhe uma cachorrinha. Assim que foi colocada nos braços de Chico começou a se agitar e a lambê-lo.

– Ah, Boneca, estou cheio de pulgas!, disse Chico. A cadelinha começou então a caçar-lhe as pulgas. Parte dos presentes, que conheceram a Boneca, exclamaram:

– Chico, a Boneca está aqui. É ela! Emocionados, perguntaram como isso poderia acontecer. Chico respondeu:

– Quando nós amamos o nosso animal e dedicamos a ele sentimentos sinceros; ao partir, os espíritos amigos o trazem de volta para que não sintamos sua falta. É, Boneca está aqui, sim, e ela está ensinando os hábitos que me eram agradáveis a essa cachorrinha. 

Nós, seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais na mesma proporção em que os anjos estão para nos auxiliar. A Doutrina Espírita já nos dizia que há nos animais um princípio independente da matéria que sobrevive ao corpo (“O Livro dos Espíritos”, questão 597).

Ao comentar a questão 600 de “O Livro dos Espíritos”, na obra “Filosofia Espírita”, o espírito Miramez descreve: “Certamente que existe lugar para todos na casa de Deus, visto que todos pertencemos a Ele, Criador Universal”. Os animais estão sob a tutela de elevadas entidades espirituais, a quem cabe deles cuidar com carinho e atenção.

Quando comparados, na escala espiritual,  ao tamanho evolutivo do homem, os animais são crianças. A consciência de si mesmo que se mostra como principal atributo da alma no homem, eles não dispõem ainda, porque ainda avançam nessa direção.

Se queres saber melhor onde ficam os animais na erraticidade, vê onde eles ficam na Terra, nos lugares que lhes compete ficar. Todos eles têm seus lugares no mundo físico e não estão desprovidos de assistência espiritual. A cooperação dos animais é valiosa em todas as instâncias da verdade. E muitos deles trabalham na Terra, com serviços específicos à sua natureza, muitas vezes invisíveis aos olhos humanos, sempre sob a influência do Cristo, na expressão da caridade.

… É qual a criança na Terra: deve ser sempre acompanhada pelos pais, professores ou babás, ou por alguém que as ame…